05/05/2013

Te escondo

Na tinta da minha caneta,
em bares, sorrisos, sarjeta,
em olhos rasos, discussões profundas.

Te escondo em nomes estranhos,
em textos curtos, em pequenos surtos.

te escondo marginalizada naquele velho muro
no chão do carro com garrafas vazias
em lugares que nunca fui...

No meu silêncio
te escondo em falsa harmonia
em clichê alcoolico

crio versões de um mundo pouco romântico
te escondo no coração
me escondo em mais uma canção

4 comentários:

Anônimo disse...

tudooooo lindoooo...D

Anônimo disse...

hummmmmmm q lindooooooo....D

Anônimo disse...

é triste as coisas que você escreve ...mas adoro e leio sempre muito lindo...dá saudade de coisas que se passaram de escolhas que não deram certo...de muro rsrsrsrsrs...é uma boa companhia sua página nas madrugadas ...amanhecer...faça este cara parar de beber por aí tô preocupada com ele rsrsrsrsrs bjssss suscesso ...D

Daniele Cristyne disse...

gostei bastante desse, que bom te ver por aqui sempre!